Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufma.br/jspui/handle/123456789/673
Title: Produção de forragem e características morfofisiológicas do capim-mulato cultivado em latossolo do cerrado em função de doses de nitrogênio e potássio
Other Titles: FORAGE PRODUCTION AND MORPHOPHYSIOLOGICAL CHARACTERISTICS OF MULATO GRASS IN CULTIVATED CERRADO OXISOL AS A FUNCTION OF NITROGEN AND POTASSIUM LEVELS
Authors: SANCHÊS, Sâmara Stainy Cardoso
GALVÃO, Carlos Magno Lima
RODRIGUES, Rosane Cláudia
SIQUEIRA, Jefferson Costa de
JESUS, Ana Paula Ribeiro de
ARAÚJO, Jocélio dos Santos
SOUSA, Thiago Vinícius Ramos de
SILVA JÚNIOR, Antonio Lima da Silva
Keywords: Área foliar
Características estruturais
Características morfogênicas
Perfilhamento
Leaf area
Morphogenesis
Production
Structural characteristics
Tillering
Issue Date: 2013
Publisher: UFV - Fundação Facev
Citation: SÂMARA, S. C.S. et al. Produção de forragem e características morfofisiológicas do capim-mulato cultivado em latossolo do cerrado em função de doses de nitrogênio e potássio. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, Viçosa, v.3, n.1, p.81-89, jul. 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.21206/rbas.v2i1.67
Abstract: A manutenção e a produtividade das plantas forrageiras podem ter sua eficiência maximizada pelo aumento do uso de fertilizantes. Nesse sentido, objetivou-se avaliar a influência das combinações desses nutrientes nas características produtivas (produção de forragem, perfilhamento e estimativa da área foliar) e morfofisiológicas (TALC, NFV, NPV, CF, TApF, TALF, TSF e DVF), durante três estágios de crescimento do Brachiaria hybrida cv. Mulato. O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação do CCAA/UFMA. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado com arranjo fatorial 4 x 2 (quatro doses de N e duas doses de K) perfazendo oito tratamentos e cinco repetições, totalizando 40 unidades experimentais. Os tratamentos corresponderam a doses crescentes de nitrogênio: 0, 75, 150 e 225 kg/ha e dois níveis de adubação potássica: 20 e 60 kg/ha de K2O. Para as características produtivas, no primeiro corte, houve efeito para produção de forragem, cujo comportamento da equação foi semelhante para as doses de 20 e 60 kg/ha de K2O, porém a amplitude da resposta foi maior para a dose de 60 kg/ha de K2O, o que não ocorreu para o perfilhamento da gramínea que, independentemente da dose de K, quanto maior a dose de N, maior foi o perfilhamento. Para a estimativa da área foliar não houve diferença estatística de nenhum fator estudado. No segundo e terceiro cortes, a produção total de forragem, área foliar e perfilhamento foram influenciadas apenas pelas doses de N. Em todos os casos, as equações se ajustaram ao modelo linear de regressão. As características morfofisiológicas tiveram respostas diferenciadas ao longo dos cortes, demonstrando que o manejo do capim-Mulato não deve ser generalizado, pois o mesmo depende do estágio de crescimento/desenvolvimento das plantas. As doses de N influenciaram de maneira positiva as características produtivas e morfofisiológicas do capim-Mulato sendo a influência mais evidente mediante o suprimento de 60 kg/ha de K. _______ ABSTRACT – The maintenance and productivity of forage plants may have their efficiency maximized by increased use of fertilizers. In this sense, this work aimed to determine the influence of combinations of these nutrients in the productive (forage production, tillering and leaf area estimates) and morphophysiological (RSE, NLL, NLT, LBL, LAR, RELB, RLS and LL) characteristics during three stages of growth of Brachiaria hybrida cv. Mulato. The experiment was carried out in a greenhouse at CCAA/UFMA. A completely randomized design with factorial arrangement 4 x 2 (four doses of N and two doses of K) were used, comprising eight treatments and five replicates, totaling 40 experimental units. The treatments consisted of increasing doses of nitrogen: 0, 75, 150 and 225 kg/ha and two levels of potassium fertilization: 20 and 60 kg/ha of K2O. For the production characteristics, in the first cut, there was effect for the production of fodder, in which the behavior of the equation was similar to the doses of 20 and 60 kg/ha of K2O, but the magnitude of response was higher for the dose of 60 kg/ha of K2O, which did not occur to tillering of the grass that regardless of the dose of K, in which the higher the dose of N, greater was the tillering. For the estimation of leaf area there was no statistical difference of any factor studied. In the second and third cuts, the total forage yield, tillering and leaf area were influenced only by rates of N. In all cases, the equations fitted the linear regression model. Like the production characteristics, the morphophysiological characteristics have different responses over the cuts, which show that the management of Mulato grass should not be generalized, because it depends on the stage of growth/development of plants. The N influenced positively the productive and morphophysiological characteristics of Mulato grass being the influence more evident through the supply of 60 kg/ha of K2O.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/673
ISSN: 2236-9724
Appears in Collections:Artigos - Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CARACTERISTICAS MORFOFISIOLOGICAS.pdfArtigo488,67 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.