Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufma.br/jspui/handle/1/215
Title: Perspectivas das Religiões populares no Maranhão no Próximo Milênio
Authors: FERRETTI, Mundicarmo.
Issue Date: 2000
Abstract: O INTECAB, criado em 1987 em Salvador, tem entre seus objetivos os de zelar pela comunidade afro-brasileira em sua diversidade e realizar estudos buscando o respeito que a Religião merece. O término de um ano, de um século ou de um milênio constitui épocas de revisão do que se fez e de planejamento de novas ações. Os debates do Seminário foram enriquecedores e contou com a participação de membros de diversas religiões. Foi uma oportunidade de conhecer um pouco a diversidade religiosa do Maranhão. Apresentamos aqui resumidamente algumas das idéias apresentadas: 1) No campo religioso não há mudanças bruscas. É necessário um longo período para que ocorram mudanças significativas, mas há épocas na História, como a atual, em que as mudanças se aceleram. 2) As diferenças entre as religiões vão permanecer e essas diferenças são saudáveis. Tudo indica que não vamos chegar a uma época sem religiões ou com uma só religião e que não teremos no futuro uma religião dominante, e sim várias religiões. A diversidade religiosa é uma característica do campo afro-brasileiro e existe também em outras religiões. 3) Religiões populares são as praticadas pelas camadas populares da sociedade. No Brasil há uma grande diversidade de religiões populares, umas antigas, tradicionais, e outras recentes. 4) A liberdade de crença é uma característica do nosso tempo. No Brasil é garantida desde a primeira Constituição republicana, o que não significa que não exista aqui discriminação e perseguição religiosa. Hoje as minorias sociais organizadas, conscientes de seus direitos e conscientes de seus valores, procuram ampliar o seu espaço social e garantir a continuidade de suas práticas religiosas e culturais. No Seminário procurou-se discutir ações visando aumentar a harmonia e a colaboração e entre as diversas religiões, respeitando-se suas diferenças. 5) No passado pensava-se que a religião era incompatível com a ciência e que o materialismo se ampliaria. Hoje se constata cada vez mais que a religião desperta grande interesse em todas as camadas sociais, tanto entre intelectuais como entre pessoas do povo, havendo em toda parte enorme procura pelas religiões. É provável que o próximo século seja marcado pelo pluralismo religioso. As aproximações entre grupos diferentes, as buscas de diversas fontes de informação estão exigindo novas sínteses e adaptações das religiões. O sincretismo tende a crescer não por imposição colonialista ou como estratégia de dominados, mas como o resultado de uma busca de conhecimento, que às vezes se dá via INTERNET, e da colaboração entre grupos diferentes. 6) Foi sugerido ao INTECAB a organização de outro Seminário para aprofundar algumas das questões levantadas.
Description: O INTECAB-MA pretendia incluir aqui os trabalhos apresentados por todos os expositores e debatedores convidados e a transcrição da fala dos participantes da plenária do Seminário: PERSPECITVAS DAS RELIGIÕES POPULARES NO MARANHÃO NO PRÓXIMO MILENIO, realizado de 20 a 22 de outubro de 1998. A elaboração desse documento foi viabilizada com o apoio do Grupo de Pesquisa: Religião e Sociedade e Cultura Popular, da UFMA, coordenado por Sergio Ferretti, que foi também o Coordenador do Seminário. A transcrição das gravações foi feita por Cristina Maria R. Mousinho, a digitação por Venina Barbosa e a edição por Mundicarmo Ferretti. Apesar das falhas apresentadas, e dos textos incluídos terem sido escritos a partir de falas realizadas “de improviso” ou entremeadas de improvisos, quando a comunicação é mais espontânea e menos organizada, esse documento pode ser de grande valor para os que desejam continuar a refletir sobre as questões levantadas.
URI: http://gurupi.ufma.br:8080/jspui/1/215
Appears in Collections:GPMINA - Relatorios de Pesquisas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
INTECAB-Religiao%20anos%202000.pdf329,03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.